Quinta em Palmela


Arquitectura 71 Arquitectos
Arquitectura Paisagista HAHA Arquitectura Paisagista

Local Palmela, Portugal
Data 2012 (construção)

A quinta localizada no Poceirão, Palmela, insere-se numa área de potencial produção agrícola e apesar de actualmente ter um uso essencialmente de recreio e associado à habitação, pretende não desvirtuar a sua identidade e capacidade produtiva. O projecto de espaços exteriores da quinta caracteriza-se por quatro áreas tipologicamente diferentes: zona de recepção; jardim; terreiro; zona de produção.
A circulação pelo espaço está associada a uma hierarquia de pavimentos, impondo ritmos de circulação e diferentes usos ao espaço, criando zonas de estar e lazer, e zonas de carácter acentuadamente logístico.

A zona de recepção assume-se como central na distribuição, ligando as diferentes áreas da quinta através do pavimento contínuo em betão pigmentado, proporcionando uma maior amplitude de espaço e versatilidade no seu uso. A partir desta zona, através do uso de lajes do mesmo material, criou-se uma segunda hierarquia de circulação pedonal, ritmando e enaltecendo as relações da habitação com o espaço exterior. No jardim norte, as grandes lajes associadas aos vãos dos quartos, assumem-se como espaços de fronteira com o jardim, que através de um relvado liberta a casa dos densos maciços de arbustos e árvores, protegendo esta zona do parque de estacionamento.
A implantação da casa abre as áreas sociais para o jardim a sul, zona de lazer por excelência. No centro do jardim, o deck de madeira delimita a área de relvado e afasta os volumes arbóreos assegurando a máxima insolação da piscina. Associado a esta área surge o campo de ténis, delimitado por maciços arbustivos que garantem a coexistência das duas diferentes dinâmicas sem perturbar o ritmo de qualquer das duas zonas.
O terreiro, delimitado volumetricamente pelo armazém e pelo salão de festas, é um espaço de charneira entre as zonas de vivência associadas à casa e as zonas de produção agrícola. Os alinhamentos de laranjeiras transpõem a fronteira do espaço agrícola pontuando o pavimento desagregado.

http://haha.pt/files/gimgs/th-5_1101_3.jpg
http://haha.pt/files/gimgs/th-5_1101_9.jpg
http://haha.pt/files/gimgs/th-5_1101_11.jpg
http://haha.pt/files/gimgs/th-5_1101_6.jpg
http://haha.pt/files/gimgs/th-5_1101_7.jpg
http://haha.pt/files/gimgs/th-5_1101_10.jpg
http://haha.pt/files/gimgs/th-5_1101_2.jpg
http://haha.pt/files/gimgs/th-5_1101_4.jpg
http://haha.pt/files/gimgs/th-5_Quinta_Palmela.png